• POESIA: MEU APOIO SEMPRE SERÁ VOCÊ!

  • QUANDO O INTERESSE FALA MAIS ALTO... EM BREVE

  • COM QUEM EU FICO?: AS BELEZAS DE ANGRA E PARATY/RJ

As histórias que são postadas aqui são de ficção, porém apenas pra degustação para que os leitores possam conhecer os personagens e a trama envolvida. Caso o autor tenha interesse em compartilhar um conteúdo na íntegra, o site lhe informará automaticamente, portanto não deixe de ativar nossas notificações pra ficar por dentro de cada novidade.
Em relação aos posts, qualquer semelhança com nomes, pessoas ou acontecimentos reais terá sido mera coincidência.
E importante: As compras nos links externos de vendas da Amazon e Clube de Autores são seguras e nenhuma informação é divulgada pelo site, como nome de cliente, data de pagamento, valor pago, forma de pagamento usada, enfim... Basta clicar no link que direciona para o site de vendas e fazer a compra, sem se preocupar com nada!

Leandro Elesbão
Mostrando postagens com marcador Distância. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Distância. Mostrar todas as postagens

domingo, 13 de outubro de 2019

Confesso que já pensei em desistir. Pensei até em sair daqui e largar tudo por causa de você. Tantas vezes eu deito na minha cama e lágrimas rolam quando lembro de você. Quando lembro dos momentos que podiam ser compartilhados juntos. Quando lembro de tudo que ainda não vivi com você.
E o engraçado disso tudo é que a gente ainda não se viu, não se tocou, ou seja, não houve nada.
Como o meu pensamento pode estar ligado em você se nem te conheço pessoalmente?
Se nunca convivi com os seus defeitos e qualidades. Se nunca estive próximo o suficiente para lhe dar apoio quando você se sentir triste. Se nunca estive tão perto nem para lhe dar aquele abraço apertado e poder dizer frente a frente o quanto a amo de verdade. Mas creio que amor verdadeiro é basicamente isso que estou vivendo. Bem, se não for amor, será o que hein? Atração? Desejo? Fantasia alucinada da minha mente dizendo que ela é a pessoa certa pra minha vida e que com certeza serei feliz? Absolutamente nada sei sobre o que sinto.
É tão confuso e ao mesmo tempo emocionante. Eu olho para a sua foto e imagino uma porção de coisas. Coisas que eu pretendo realizar. Coisas que nunca imaginei pensar. E a vida segue desse jeito. Eu aqui e você aí. Distantes. Separados por uma ponte que se eu tentar passar, terei que me esforçar ao máximo e principalmente ter coragem pra enfrentar o tráfego do trânsito. Mas isso não importa. Eu enfrento. Mas e você? Será que você enfrentaria comigo? O que eu acho incrível é que apesar da distância, a vida sempre impõe alguns empecilhos no caminho. A gente fica imaginando milhares de coisas sem sentido. E quando a saudade aperta fundo o peito, não tem como evitar. Fico louco pra pegar o telefone e te ligar pelo menos pra poder ouvir sua voz. Ás vezes o sentimento bate tão intenso que me faz vir pra frente do computador e transmitir tudo que estou sentindo para criar um pequeno ou imenso texto, simplesmente pra poder mostrar à você que sem querer por livre e espontânea vontade de ler alguma coisa, veja e imagina a situação que estou vivenciando aqui dentro, mantido dentro desse meu coração. Eu sei que é chato ficar postando direto essas coisas de romance e tal, mas eu não consigo parar de escrever. Pode passar o tempo que for, mas essa pessoa vai ler. Ela vai entrar nesta página e vai ler do início ao fim e assim vai poder tirar mais conclusões a respeito. O que eu posso fazer se não consigo te esquecer não é mesmo?
Confesso que já apareceu pretendentes de perto querendo ficar comigo, mas quando se refere à você, as coisas se tornam muito diferentes. Pode aparecer! Não ligo. Mas será que eu daria aos outros o mesmo sentimento que estaria dando à você? Acho difícil.
Por três motivos: 
1. Você surgiu no momento que eu mais precisei. Apareceu na hora e no dia certo. 
2. Apesar da gente ainda não se conhecer, o que eu acho um absurdo, você me fez enxergar o mundo outra vez. Me traz inspiração e me tira um sorriso sempre. Sempre a gente se comunica e fica ciente da vida um do outro. 
3. Ter conhecido você foi a melhor fase da minha vida. O destino nos colocou pra cuidar um do outro. Você precisa de apoio e de alguém que te faça feliz e eu também preciso. Coincidência? Talvez. Mas propriamente digo Destino.

Eu quero que você confie em mim assim como eu confio em você! Eu quero te fazer feliz da forma que você espera ser. Por mais longe que estejamos um do outro, eu te sinto vivo dentro de mim. E de forma alguma eu não vou te esquecer. Acredite ou não, você me faz feliz! Eu amo você!

Você é o meu Fechamento

quarta-feira, 29 de maio de 2019

Tantas vezes te imaginei em pensamento
Tantas vezes acordei pensando como seria
se te olhasse de perto
mas é impossível cair no sono sem lembrar de um possível momento,
momento este que nos conhecemos
que me deixa em profundo êxtase
quando seu nome grita por dentro
Apesar da distância, sinto meu coração transbordar
de alegria quando você me chama
Meus olhos brilham, um sorriso surge na boca
Fico sem palavras quando diz que me ama

Como eu queria que você estivesse próximo agora

Sentir teu corpo, teu rosto junto ao meu
Poder te abraçar e te dizer o quanto foi prazeroso te conhecer
O quanto a saudade apertou quando estávamos distantes um do outro
O quanto eu pude perceber que minha vida não tinha sentido
sem você!
Posso ter conhecido muitas pessoas
Posso ter o dom que eu tenho de conquistá-las
mas quando você surgiu na minha vida
não hesitei em pensar que você era o que eu esperava encontrar
Você me olhou de um jeito desigual
me enxergou do jeito que eu sou, sem tirar nem pôr
virou meu coração do avesso mas me mudou!

Hoje sinto que cada dia que passa preciso de um abraço seu
Nem que seja em forma de palavras, eu não ligo
mas preciso, preciso, preciso!
Que o abraço seja suficiente do que o beijo
que o beijo seja necessário do que o simples toque
mas eu preciso, desejo, espero!

Beijo

terça-feira, 2 de abril de 2019


Alguns dias se passam... Danilo encontra Victoria na sala de aula e decide falar com ela.
- Será que a gente podia trocar umas ideias?
- Depende Danilo. Eu estou ocupada agora e tenho que terminar de estudar.
- Tudo bem! Eu vou direto ao ponto ok! Por que o súbito interesse de ficar com Júnior?
Victoria tira o olho do caderno e o encara de frente nessa hora.
- Eu estou ouvindo direito ou você está com ciúmes de mim com ele?
- Eu não estou com ciúmes. Eu só acho que ele não faz o seu tipo.
- Corta essa Danilo! Você me trocou por uma garota que mal conhece. Agora vem com papinho de que se importa comigo.
- Victoria, o Júnior não é o cara certo pra você!
- Pouco me importa se ele é ou não é entendeu? Você deixou bem claro que não me ama mais. Eu preciso de espaço agora ok!
- Bem, já que você está convencida disso, tudo bem! Eu só queria te avisar mesmo pra você tomar cuidado com as pessoas que você coloca dentro da sua casa. Quem avisa amigo é!
- Danilo, me faça um favor: não tente bancar o namoradinho ciumento agora. Se você não gosta de mim, tem quem goste ok! Ah e obrigada pelo aviso. Pelo menos eu sei agora quem se importa comigo de verdade.


Olho no Olho

Danilo sai da sala de aula e João Paulo assiste aquela cena toda.
Ele vai atrás do amigo.
- Danilo! -Ele chama, correndo.
O rapaz se vira e o encontra no corredor.
- Cara, eu nunca vi a Victoria assim!
- Deixa pra lá mano! Victoria está fazendo charminho pra ver se eu caio na dela.
- Ela e o Júnior estão cada vez mais próximos. Até levar ele pra casa de carro ela está levando.
- Eu tô sabendo. E quer saber mano: pouco me importa!
João Paulo não o reconhece dizendo aquelas palavras.
- Eu cansei de estar no meio disso tudo. Jéssica tem razão quando ela se referiu a certas amizades. Esse mundo não é meu João e eu preciso me libertar disso.
- Peraí cara, eu não estou te entendendo. Como assim esse mundo não é seu? Que asneira é essa agora?
- O que eu tô tentando explicar é que se eu continuar aqui no meio dessas pessoas vazias e sem ideias alguma, tirando você é claro, eu vou acabar ficando louco.
- Cara, mas aqui é a sua faculdade. Você fez muitas amizades boas aqui. Eu principalmente te considero muito.
- Eu sei mano. Eu também te considero bastante. Você está fechado comigo. Somos parceiros até o fim, mas eu preciso mudar entende. Eu preciso ter novas experiências, fazer novos amigos. Acho que vai ser melhor pra mim sair dessa rotina.
- O que você está pensando em fazer?
- Bom, o meu foco é conhecer Jéssica. Esse é o meu primeiro objetivo. O segundo é me mudar pra cidade dela.
- Cara, você ficou louco? E a sua família? Seus amigos?
- João Paulo, a vida tem certas escolhas e eu acabo de escolher a minha. Se for pra mim ser feliz, tenho que tomar as decisões certas. -Diz Danilo, confiante.



Bárbara chega à lanchonete e faz um lanche quando João Paulo chega pra trabalhar, dialogando com um amigo também funcionário do local.
- Quer dizer que você roubou um beijo da Eleonora no shopping? - O rapaz deixa escapar a pergunta parecendo descrente do ocorrido.
- Pois é meu caro! E ela gostou do meu beijo. Tenho certeza de que ela vai me procurar.
- E se isso não acontecer?
- Aí já não sei. Quem sabe é o destino, mas eu adoraria que acontecesse de novo. -Diz João sem perceber que Bárbara ouvira a conversa toda.
Ao deixar os dois se afastarem, ela termina o lanche e paga a conta e fica pensativa por alguns instantes.
- Meu Deus! Mas que mulher bandida! Pobre do meu filhinho nas garras dessa mulher. Onde já se viu ficar enganando o Edmílson assim? Ah, mas isso não fica assim não.
A atendente interfere seus pensamentos.
- A senhora está bem? Precisa de mais alguma coisa?
- Eu estou ótima querida. Obrigada! Me diz uma coisa: como faço pra falar com esse menino que acabou de entrar aqui?
- Bom, senhora de que menino está falando? Entrou dois aqui e são funcionários.
- O de cabelo curtinho, magrelo que tava aqui do meu lado agora há pouco. Eu o vi entrando lá dentro.
- Ah sim. Deve estar se referindo ao João. Deseja falar com ele? Eu posso chama-lo se quiser.
- Que horas que ele sai da lanchonete?
- Só mais tarde senhora. Por volta das dez ou onze horas.
- Sem problemas. Eu volto mais tarde então. Nossa! Como eu preciso muito falar com esse menino.
- Tudo bem. -Diz a atendente sorrindo.
- Obrigada viu e tenha um ótimo dia. -Diz Bárbara saindo.

Suzane encontra Jéssica na faculdade e a abraça fortemente.
- Oi amiga! O que houve? Você queria conversar comigo. Que assunto importante é esse?
- Jéssica, o Victor me procurou.
- E daí? -Ela fica curiosa.
- Ele pediu pra eu ajudá-lo a se aproximar de você novamente.
Jéssica fica sem palavras.

Danilo começa a escolher alguns livros na biblioteca e decide ler ali mesmo. Victoria passa perto da biblioteca e o vê lendo de longe e estranha a atitude dele. Ela chama Katiele pra ver a cena.


Amor pelos Livros

- O que está acontecendo com ele?
- Eu não sei Victoria. Danilo nunca reagiu assim de entrar numa biblioteca e perder tempo lendo.
- Ele está estranho. Não acha?
- Estranho? Ele já não é o mesmo Danilo que conhecemos.
- Eu estou me sentindo culpada.
- Por quê?
- Sei lá eu devia ter tratado ele melhor na sala de aula. Acho que fui um pouco rude. Vou falar com ele!
Katiele pega no braço de Victoria.
- Não faça isso amiga! Danilo precisa reconhecer que agiu mal com você lhe trocando por outra. Não vacila agora!
- Tá bom! Eu vou continuar com as minhas ideias. Mas eu estou desconhecendo o meu ex.
- Eu também. -Diz Katiele séria.

Jéssica não consegue acreditar que Victor teve a coragem de tomar uma atitude tão idiota.
- O que você vai fazer agora amiga? -Pergunta Suzane, curiosa.
- Victor não tem esse direito. Ele sabe perfeitamente que a nossa história acabou. Por que ele insiste?
- Porque ele gosta de você Jéssica.


Caiu a Ficha

- Gostar? Eu fui iludida por ele Suzane. Ele me trocou por outra numa viagem que ele fez para Santa Catarina e mentiu pra mim dizendo que era uma viagem de negócios.
- Eu sei amiga. Eu fico chateada com isso. Por isso que decidi abrir o jogo pra você.
- Você fez o que era certo amiga. Mas eu vou conversar com ele. Ele não vai se intrometer no meu caminho com Danilo. -Diz Jéssica firme.



João Paulo termina os seus afazeres e se arruma pra ir embora.
Na saída do expediente, ele troca algumas palavras com o gerente e depois a atendente Andrielle o chama em particular.
- Tem uma senhora que quer conversar com você! Ela está a sua espera lá fora.
- Senhora? Será que aconteceu alguma coisa?
- Não sei. Ela disse que é importante e fez questão de esperar por você. -Diz Andrielle.
- Nossa! Bom, até amanhã! -Despede João levando a sua mochila.
- Até mais! Bom descanso! -Ela acena.
Um dos colegas de trabalho zoa o rapaz.
- Eae João deu pra pegar senhoras agora?
- Não torra tá! -Diz o rapaz, dando de ombros.
Ao se encontrar com Bárbara, ele se surpreende.
- João Paulo né? -Ela pergunta seriamente.
- Sim. Quem é a senhora?
- Meu nome é Bárbara e eu preciso muito conversar com você. -Diz ela, cheia de si.



Atenção: Para dar continuidade a leitura de "Distante Amor", a obra está disponibilizada nos seguintes links:



sexta-feira, 29 de março de 2019


Enquanto Danilo está tomando banho, Jordan entra em seu quarto e acessa o álbum de fotos de Jéssica no notebook. Ele pega o pen drive e as salva. Depois sai devagar do quarto sem fazer barulho e rapidamente corre para o telefone e liga para Melissa outra vez, que atende em alguns segundos.
- Eu consegui as fotos da garota!
- Ok! Tem como mandar pelo Whatsapp pra mim?
- Tem sim! Eu vou acessar pelo meu celular.
- Ok! Eu vou abrir aqui também. -Diz ela, desligando a chamada.
Jordan manda as fotos pra ela pelo aplicativo.

Mexendo no Celular

- Ela é bonita, Jordan! Seu irmão teve sorte. -Ela comenta.
- Ela é sim, mas eu ainda acho que é fake.
- Fake? Bom, eu não sei, mas posso descobrir.
- Hummm. -Diz Jordan, parecendo satisfeito.
Depois de algumas horas, Melissa diz à Jordan:
- Olha, eu não encontrei nada nos sites de pesquisa.
- Então ela não é Fake! - Vibra ele.
- Possivelmente. Você sabe me dizer se ele já a viu por cam?
- Ainda não. Mas diz ela que em breve ele vai ter essa chance.
- Então vamos ter que esperar pra ver!
- É isso aí! E eu vou ficar de olho em tudo. -Diz Jordan, bancando o detetive.

Danilo sai do banheiro e se enxuga com uma toalha que estava sobre a cama. Coloca a roupa e liga o notebook. Acessa o chat e encontra Jéssica esperando.
- Oi amor! -Cumprimenta o rapaz.
Jéssica recebe a mensagem do outro lado e responde:
- Oi Danilo! Tudo bem?
- Melhor agora meu amor.
Ela sorri.
- Que bom!
- Senti sua falta hoje!
- Também. Acho que a cada dia estamos ficando bem próximos né?
- Verdade. Eu não consigo mais ficar um dia sem conversar com você.
- Sério? Eu também estou assim.
Ele sorri desta vez.
- Você é uma garota incrível e está mudando minha vida.
- Que isso!
- É verdade! Desde que te conheci, você não me sai da cabeça.
- Posso te falar uma coisa?
- Claro. Diga!
- Eu acho que vou gostar de te conhecer.
- Eu também. -Diz ele. - Você é linda!
- Você também é. -Diz ela sorrindo.
- Já faz mais de duas semanas que nos conhecemos. Queria te perguntar uma coisa e gostaria que fosse sincera.
- Claro. Pode falar!
- Mesmo pela distância porque isso não me incomoda nem um pouco você sabe disso, aceitaria namorar comigo?
Jéssica fica sem palavras quando ele faz a proposta e diz sim.
- Com certeza!
- É sério? Olha que não sou um galã de novelas. -Diz ele sorrindo.
- Eu gosto do seu jeito. Gosto de você assim mesmo.

Descontração

- Obrigado. -Ele agradece feliz.
- Bom, acho que acabei de ganhar um namorado. -Diz ela, entusiasmada.
- E eu ganhei uma namorada. -Diz ele contente, rindo sozinho em frente ao notebook como um bobo apaixonado.
Jéssica pega o CD dos Backstreets boys e coloca no notebook pra poder reproduzir.
- Fazendo o que aí de bom? -Ele pergunta curioso.
- Ouvindo All Of Your Life dos Backstreet Boys e você?
- Humm. Meu estilo é mais reggae. Ouvindo S.O.J.A. Conhece?
- Sim. Eu curto algumas músicas deles. Como eu disse, sou bem eclética. -Diz ela, teclando e ouvindo o som.
- Eu sei disso. -Diz o rapaz, feliz. - Bom, Jéssica queria te contar uma coisa.
- Sim. Fale!
- Estou tendo dificuldades em Física e com isso tirando nota baixa. Será que você pode me ajudar?
- Com certeza! – Diz ela.


Da cozinha, Ingrid ouve a música vindo do quarto da filha e sorri sozinha. Amaury chega do trabalho e a encontra feliz.
- O que aconteceu? Por que está sorrindo?
- Ah nada não.
- Você e a nossa filha andam muito estranhas ultimamente. Posso saber o que está havendo?
- Tudo bem. Eu vou contar.
Amaury senta sobre a mesa e Ingrid coloca o jantar.
- Jéssica conheceu um rapaz pela internet.
- Bom e daí?
- Ela está feliz porque ele parece ser uma pessoa legal e os dois têm conversado muito recentemente.
- Quer dizer que eu sou o último a saber das coisas?
- Amor, nossa filha é ajuizada. Sabe o que está fazendo. E ele quer conhecer ela pessoalmente.
- Eu não estou gostando disso. A gente não sabe nada a respeito desse rapaz.
- Eu sei disso e já alertei a ela sobre isso também, mas você sabe como é nossa filha né? Ela está apegada a ele e acho que isso pode virar um namoro mais tarde.
Amaury fica sério com as palavras da esposa.

Neste ínterim, Victoria diz à Katiele que vai tentar deixar Danilo bem enciumado e que Júnior vai ser importante para os seus planos. Ela pretende usá-lo contra o rapaz. Já Suzane recebe a visita de Victor Hugo e a jovem se surpreende ao ver o rapaz ali em sua casa.
- Oi Suzane! Será que eu podia entrar pra gente conversar?
Suzane fica insegura.

Gracindo confere o caixa enquanto Bárbara decide fazer uma ligação para uma amiga chamada Gláucia.
- Oi! -Diz Gláucia atendendo.
- Oi amiga! Tudo bem? -Pergunta Bárbara.
- Oi! Tudo e você?
- Eu estou ótima. Me sentindo maravilhosamente bem.
- Que bom! E posso saber porque está assim?
- Mas é claro que pode. Tem a ver com o meu filho Edmilson.
- Humm. E o que aconteceu com ele?
- Eu vou arranjar uma mulher para o meu filho.
- Mas e quanto à Eleonora? Está correndo boatos de que ele não vai largar dela tão cedo.
- Ah minha amiga, mas ele vai largar sim. O poder da macumba dela não vai estragar meus planos não. Eu vou apresentar uma outra mulher pro meu filho e Eleonora vai ciscar em outro terreiro.
- Bárbara, você é destemida hein?
- Pelo meu filho eu faço tudo. Eleonora não vai tirar meu filho de mim. Isso ela não vai!

Jordan e Rodolfo estudam juntos. Danielle pede para Jordan ajuda-la na cozinha e ele decide ver o que sua mãe quer e deixa o amigo Rodolfo em seu quarto estudando sozinho. Ele esquece o pen drive aberto no notebook e como Rodolfo é um menino curioso, decide ver o que tem no arquivo. Ele se surpreende com as fotos de Jéssica e decide pegar algumas e salvar em seu celular.
- Safadão esse Jordan! Só conhecendo meninas lindas pela internet. Acho que ele não vai se importar se eu ficar com umas fotos. -Pensa ele.

Patrick

Após copiar para o celular, ele se surpreende quando Jordan entra no quarto e o vê mexendo no notebook.
- Pow! Eu não quero que mexa nas minhas coisas ok!
- Desculpa! Eu estava dando uma olhada. -Diz ele, fechando a janela do arquivo em imediato e se afastando.
Jordan pega o notebook e fecha, colocando mais próximo dele.
- Já terminou de estudar a matéria para a prova de amanhã?
- Eu já estou terminando e você não vai estudar também? -Pergunta Rodolfo.
- Vou sim. -Diz Jordan, pegando a mochila e tirando o caderno de dentro.
- Que bom! Só assim não preciso te dar cola amanhã. -Diz Rodolfo, ironizando.

Victor toma um café na sala acompanhado de Suzane que não se sente agradável com a presença dele ali.
- Bem, estamos aqui! Poderia me adiantar logo o assunto que veio tratar? -Pergunta ela, sendo um pouco impaciente.
- Claro! Eu quero reconquistar Jéssica e preciso da sua ajuda.
Suzane quase derrama café com as palavras dele.
- Você quer o quê? Por acaso não tem vergonha?
- Eu sei que cometi um erro com ela mas eu estou disposto a consertar tudo. Preciso de sua ajuda.
- Não conte comigo! -Diz Suzane, se levantando do sofá e deixando a xícara de café sobre a mesa do centro.
- Eu mudei Suzane. Eu ainda sinto algo por Jéssica e estou aqui na sua casa lhe pedindo ajuda para me aproximar dela outra vez.
- Victor Hugo, você teve sua chance com Jéssica e deixou passar.

Sem Medidas

- Eu sei disso. Por isso que quero que você me ajude. Eu preciso da Jéssica do meu lado. Sinto que ainda há alguma coisa que nos atrai de um jeito especial.
- Você tem a minha resposta. Eu não vou te ajudar. Jéssica está feliz com o novo namorado e torço para que os dois sejam felizes.
- Você não pode estar falando sério. Um cara que ela mal conhece. Que nunca a pegou de jeito. Que nem mesmo a tocou como eu a toquei.
- Pra você começar a entender, eu não estou falando de sexo aqui. Eu estou falando de amor verdadeiro.
- E você acha que eu só penso em sexo? Eu penso em algo mais além disso.
- Deu pra perceber esse algo mais. Victor Hugo, na boa eu não posso te ajudar mesmo. Você perdeu essa parada!
- O que esse cara tem que eu não tenho hein?
- E você pergunta logo pra mim?
- Que absurdo isso! Ser trocado por um carinha que ela mal conhece. Jéssica é louca e você está a favor de um relacionamento que não vai dar certo.
- Olha aqui rapaz: Jéssica é minha amiga e eu torço muito para que ela seja feliz viu. O erro dela foi ter conhecido você e ter se apaixonado. Mas como ela está feliz com outra pessoa, eu fico feliz também por ela. Agora por favor, saia da minha casa!
- Ok! Eu saio sim com o maior prazer. Agora vou te dizer uma última coisa: você e ela vão se arrepender muito por essa escolha. Mais ela do que você porque ela vai perceber que eu sou o cara certo pra ela. E depois não vem se lamentar se algo de errado aconteceu ok! Pelo menos a minha parte eu fiz.
- Você já deu o seu recado e eu estou cansada. Por favor, se retire! -Diz ela, abrindo a porta pra ele que sai devagar sem falar palavra alguma.
Ao fechar a porta, Suzane fica chocada com a atitude dele.

Amaury bate à porta do quarto de Jéssica e ela pede pra entrar.
- Oi minha princesinha! Atrapalho?
- Não pai! Pode entrar. -Diz ela, deitada com o notebook ligado ouvindo música.
- Eu vim conversar com você.
- Tudo bem. Deixa eu desligar o som aqui. -Diz ela, mexendo no notebook. - Pronto!
Amaury se aproxima da filha e senta em sua cama.
- Aconteceu alguma coisa? -Pergunta ela.
- Não filha. Eu e sua mãe conversamos um pouco na cozinha e estamos preocupados com você.
- Olha pai, se for sobre o Danilo ele é uma boa pessoa.

Conversa Boa

Amaury faz um gesto de calma e ela se aquieta.
- Sua mãe me disse que ele parece ser legal, uma boa pessoa. Inclusive me disse também que ele quer marcar um encontro pra te conhecer.
- Sim pai. Eu sinto um carinho enorme por ele. O senhor já passou por isso com a minha mãe. Sabe o que é sentir carinho por alguém que realmente espera ser especial.
- Isso significa que você está gostando desse rapaz de verdade?
- Se eu dissesse o contrário, estaria mentindo pra mim mesma. Pai, ele me provou ser diferente de muitos caras que conheci. Quando converso com ele, sinto que ele é tudo que eu sonhei encontrar em minha vida.
- Nossa filha! Eu nunca imaginei ouvir você falar desse jeito desde que terminou com Victor Hugo. Este sim parecia ser um bom partido pra você! Poderia ter dado certo a relação de vocês. Mas com esse rapaz da internet, eu me preocupo um pouco e você sabe quais são os meus motivos.
- Eu sei e te garanto que ele é uma pessoa de confiança. Parece que nos conhecemos há muito tempo.
- Bom, você sabe que pode contar comigo e com a sua mãe sempre né? Nós estamos aqui pra qualquer coisa que você precisar.
- Eu sei pai. Obrigada de coração! É bom saber que posso contar com o apoio de vocês dois sempre.
- Filha, a gente lutou muito pra oferecer o que há de melhor pra você. Não nos decepcione!
Jéssica o abraça fortemente e promete não o decepcionar.

Gracindo ia fechando a padaria quando Danilo surge de repente e deixa Bárbara feliz com sua presença.
- Oi Gracindo! Já está fechando?
- Pois é meu caro rapaz! Está na hora né?
- Antes que o senhor feche a padaria, eu vim buscar aqueles pães doces que havia te pedido mais cedo pra separar. Minha mãe adora esses pães. -Diz Danilo.
- Claro meu bom rapaz! Eu vou pegar. Aguenta aí!
Bárbara se aproxima e decide puxar assunto.
- Danilo, que honra ter sua visita por aqui!
- Tudo bem D. Bárbara?
- Melhor impossível Danilo. Como vai o namoro?
- Eu não estou mais namorando a Victoria.
- Oh! Não me diga. Separou foi?
- Não estava dando certo. Aí terminei.
- Mas que notícia boa. -Ela deixa escapar.
- Como? -Ele não entende direito.
- Não. Digo: mas que notícia nada boa. Vocês eram um casal tão lindo.
- A Victoria e eu somos muito diferentes. A nossa relação não tinha futuro não.
- Entendo. Mas você parece bem com esse término. Totalmente tranquilo. Calmo. Feliz.
- Ah D. Bárbara feliz estou mesmo porque a vida nos presenteia com coisas muito boas.
- Katiele. -Chama Bárbara.
Gracindo vira-se a esposa e a encara mas ela o ignora.
Katiele desce a escada e chega na padaria.
- Me chamou mãe?
- Sim filha. O Danilo está aqui. Ele acabou de me dizer que não está mais namorando a Victoria. Eu realmente não sabia.
- Pois é mãe aconteceu! Oi Danilo tudo bem? -Pergunta Katiele.
- Sim. E com você? -Pergunta o rapaz, sorrindo.
- Tudo certo comigo também. -Diz a jovem.
- Bom, gente! Eu vou indo. Obrigado Gracindo pelos pães! -Diz Danilo, recebendo a encomenda das mãos do padeiro. - Até mais e boa noite para todos!
- Boa noite Danilo! Mande um abraço para os seus pais por mim e avise a sua mãe que irei lhe fazer uma visita qualquer hora. -Diz Bárbara acenando.
- Ela ia curtir muito, D. Bárbara! Até mais!
Danilo acena e entra no carro.
- Gente boa esse rapaz! -Comenta Gracindo.
- É um jovem muito bonito e cheio da grana. – Solta Bárbara.
- Posso saber porque me chamou aqui? -Pergunta a filha, interrompendo.
- Por nada não. -Diz Bárbara. - Agora sem a Victoria, sobra lugar pra você filha!
- Mas que asneira é essa agora amore mio? -Se surpreende Gracindo.
- Vai voltar para os seus pães amor e me deixa com os meus pensamentos ok! -Diz Bárbara, saindo e deixando os dois encarados se entreolhando.
- Posso saber o que deu nela? -Pergunta Katiele intrigada.
- Se você não percebeu ainda é porque está cega.
- Pai!
- Sua mãe gosta de inventar e reinventar. Dou minha cara a tapa se ela não quer jogar o Danilo pra você. -Diz ele, voltando a fechar a padaria.
Katiele sorri com as palavras do pai.


Próximo Capítulo: 02/04 (20hs)

quinta-feira, 28 de março de 2019


Jéssica recebe a ligação de Suzane que tenta explicar o ocorrido e sua voz parece ofegante demais.
- Nossa amiga! Eu vou pra aí e a gente conversa melhor.
- Não precisa Jéssica! Eu estou bem agora. Estou tentando descansar aqui.
- Eu entendo. Mas se precisar, estou aqui tá!
- Eu sei querida. Obrigada de coração! Boa noite!
- Boa noite Suzane!
Jéssica desliga o telefone e Ingrid pergunta intrigada:
- O que houve com a Suzane?
- Ela quase foi atacada pelo criminoso daquela rua silenciosa de novo.
- Mas isso é um absurdo sabia? Esse marginal tem que ir pra cadeia logo.


Celular na Mão

- Estão tentando pegá-lo mas parece que ele é bem esperto assim afirma alguns jornais que eu li essa semana.
- Mas ela está bem mesmo?
- Olha mãe: Suzane me garantiu que está. Ela passou por um momento de tensão e ficou nervosa ao ver que estava sendo seguida. Mas ela está descansando agora e disse que está tudo bem. -Diz Jéssica, firme.
De repente, uma nova mensagem de texto chega e ela decide abrir. Sorrindo, ela diz à mãe que chegara uma mensagem de Danilo. Ingrid sorri com a filha e decide sair do quarto, a deixando sozinha deitada na cama.

Melissa e Jordan conversam um pouco no quarto sobre a nova conquista do irmão e seu plano é tentar descobrir se ela é fake ou não porque tem medo que o irmão troque a Victoria por uma garota que mal conhece direito.
- E se ela for fake, o que você vai fazer?
- Oras que pergunta! Eu faço meu irmão desistir da ideia de ficar com ela. Sei que ele ainda gosta da Victoria só não está em seu juízo perfeito.
- Conte comigo então! A gente vai descobrir quem é essa garota virtual. -Diz Melissa, apoiando.

Dias depois, Bárbara encontra o filho organizando suas coisas que ficou faltando pra levar pra casa de Eleonora.
- Você ainda está chateado comigo?
- Eu estou sim mãe. A senhora não entende né?
- Filho, eu só queria te ajudar. Aquela mulher não presta.
- Pode parar tá! Eu estou cansado de discutir com a senhora.
- Tudo bem. Eu te amo muito meu filho e tudo que faço é pelo seu bem.
- Tá bom mãe! Agora preciso ir. Acho que não tem mais nada meu por aqui. Até mais! -Diz Edmílson saindo porta afora e deixando a mãe em seu quarto, com lágrimas nos olhos.
Gracindo a vê e a abraça fortemente.
- Por que ele faz isso com a gente? -Pergunta ela angustiada.
- Dê tempo ao tempo, amore mio. Ele vai perceber que está cometendo um erro.
- Eu só queria que a nossa família tivesse paz. E sei que com ela, ele não vai ser feliz.
- Eu sei disso. -Diz ele, a confortando em seus braços.
- Que bom que tenho você sabia?
- Eu também fico feliz por isso de verdade. -Diz ele, a beijando nos lábios.


Danilo chega na escola e encontra Júnior conversando alegremente com Victoria. Ele fica observando os dois quando ela o vê. Victoria pra fazer ciúmes, abraça Júnior e lhe beija no rosto, deixando o rapaz arrepiado. Danilo resolve sair fora dali.
Andando pelo corredor, ele pensa em Jéssica quando de repente, decide fazer uma ligação.
- Pai! Eu preciso falar com o senhor. É importante!
- O que foi meu filho? - Pergunta Adalberto, do outro lado da linha.
- Eu preciso que o senhor me dê uma grana. Tenho que fazer uma viagem.
- Viagem? - Se espanta Adalberto.

Jéssica vai até a cozinha e encontra Ingrid fazendo o almoço.
- Mãe, ele vai vir! -Diz ela, feliz da vida.
- Quem filha? -Pergunta a mãe, distraída.
- Danilo. Ele vai vir me encontrar.
Ingrid deixa a panela no fogo e encara a filha seriamente.
- Como assim? Ele falou algo?
- Ele disse que vai vir me encontrar em alguns dias.
- Que bom filha! Eu preciso conhecer mesmo esse rapaz sabe? Tenho muito a conversar com ele.
- Pára mãe! Eu estou feliz e um pouco tensa também, porque eu não sei o que pode rolar nesse encontro. E se ele me achar feia mãe? O que eu faço?


Mãe e Filha

- Você é linda coração! Vem cá! -Diz Ingrid a chamando para um abraço.
Jéssica a abraça fortemente e ela acaricia seus cabelos.
- Se ele não gostar de você, ele é um idiota minha filha! Vai dar tudo certo tá! Não se preocupa com isso não!
- Eu tenho medo mãe de me decepcionar.
- Filha, pare e pense: se ele tem interesse de te conhecer é porque ele sentiu algo por você de verdade. Você é linda minha filha!
Jéssica se sente mais tranquila nos braços da mãe.

Eleonora vai ao shopping com as amigas e reencontra João Paulo por lá que a chama pra conversar. A jovem decide ignorá-lo e vai ao banheiro. João Paulo aproveita que as amigas dela estão distraídas, decide entrar no banheiro feminino e encontrá-la. Ao entrar pela porta, ele vê ela se olhar no espelho e retocar a maquiagem. João Paulo se aproxima e Eleonora se surpreende ao vê-lo ali. Ela vira-se à ele.
- O que está fazendo aqui?
Ele avança sobre ela e a beija fortemente.
Eleonora se afasta e lhe dá um tapa no rosto, saindo porta afora e o deixando sozinho lá.
"Pelo menos um beijo eu consegui roubar. Depois o resto."
Ele pensa.

Adalberto e Danilo conversam no escritório.
- Tem certeza de que quer viajar pra encontrar essa garota?
- Tenho sim pai. Sinto que isso é muito importante pra mim.
- Importante? Sei. Filho, você terminou com a Victoria por causa de uma desconhecida. Isso não pode ser perigoso?
- Eu confio na Jéssica.
- Ok! Se você está convicto de que ela é especial e merece que você tenha essa atitude de encontrá-la, eu vou lhe ajudar.
- Obrigado pai! Eu estou gostando da Jéssica de uma forma que nunca gostei de mulher nenhuma.
- Parece até cena de novela. Eu estou achando essa garota interessante pra você.
- Talvez Jéssica seja a mulher da minha vida.
- Calma filho. Vocês nem se conhecem pessoalmente ainda. Para saber se ela é a pessoa certa, você já está dando o primeiro passo: encontrá-la. Depois, você vai descobrindo aos poucos se ela é a pessoa certa ou não.


Pai e Filho

- Tem razão meu pai! Mas aqui dentro do meu coração, as coisas estão bem claras.
Adalberto sorri com as palavras do filho.
Ao deixa-lo sair, ele decide fazer uma ligação á Danielle.
- Eu estou te ligando pra dizer que o nosso filho pretende viajar.
- Mas viajar pra onde meu Deus? Será que Danilo ficou doido?
- Ele quer conhecer a tal jovem da internet e me pediu ajuda. -Diz Adalberto, ciente da situação e preocupado com isso.
Danielle não sabe o que fazer.  Jordan ouve a conversa e decide falar com Melissa por telefone.



Obs: Devido a alguns problemas técnicos, o capítulo foi postado hoje. 
Peço desculpas pelo transtorno.
Próximo Capítulo: 29/03 (20hs)

TAGS >>

4 Non-Blondes 50 Cent A Dona do Pedaço A Dor desse Amor A Força do Querer A Little Respect A-ha Abalou ABBA Abraço Abuso Sexual Ação Acidente Agonia Águas de Março Alceu Valença Alegria Alguém Always Amanhã não se Sabe Amizade Amor Andanças Angra dos Reis Anjo Anjos Another Day in Paradise Antarctica Antônio Ramos Rosa Anunciação Aplicativo Aproximação Aquela Nuvem Araketu Arte Atenção Atendimento Auréola Ausência Avenida Brasil Aventura Ayrton Senna Baby Balada Banda Beijo Banda Eva Beds are Burning Beijo Beijo Roubado Bella Berimbau Metalizado Berlin Beth Carvalho Biquíni Cavadão Bleeding Love Bob Marley Bon Jovi Borbulhas de Amor Briga Cachimbo da Paz Cafuné Calor Caminho Camp Rock Candy Shop Canto Carinho Carnaval Casamento Cássia Eller Castles in the Air Certeza Chance Chão de Giz Charlie Brown Chega Cheiro Cheiro de Amor Chikungunya Ciara Circunstância Ciúme Claudia Leitte Climie Fisher Cobertor Coincidência Coisas Come Undone Comédia Companheirismo Completamente Apaixonados Confiança Consciência Conselho Controle Convicção Convivência Familiar Coração Coração. Perto Cores Costeirinha Counting Crows Crazy Crepúsculo Culpa Daniela Mercury De Ladinho Decepção Decisão Declaração Demi Lovato Dengue Deniece Williams Desafio Desaparecimento Desapontamento Descaso Descoberta Desejo Desespero Desisto Despedida Destino Determinação Devagar Devagarinho Dezembro Dificuldade Dire Straits Discussão Disney Distância Distante Divulgação Don Mclean Don't You Double You Drama Duran Duran Ebook Edward Eline Porto Elis Regina Elton Jhon Encontro Engenheiros do Hawaii Entretenimento Envolvimento Erasure Erótico Especial Espera Esquecimento Estrela Estrelas Everybody Get Up Ex Êxtase Fagner Faith Falsidade Família Fantasia Fase Febre Amarela Felicidade Fernando Filho Filme Filmes Fim de Ano Firmeza Five Flagrante Flashback Folia Força Fragilidade Frases Fraternidade Freedom Frio Futuro Gabriel Diniz Gabriel Pensador Game of Love Gameshow Garoto de Programa Gay George Michael Gilliard Giniel Gipóia Give It Up Glee Glória Perez Gravidez Grease Grito Gshow Guns N'Roses Haddaway High School Musical História Holly Vallance Homenagem Hot Hunting High and Low I Want You Back Ideia Ilha Grande Impaciência Imprevisível Demais Impulso In This Country Independência Iniciativa Inspiração Investigação Irene Cara It Must Have Been Love Ivete Sangalo Iza Jenilo João Emanuel Carneiro Jogo Jonas Brothers Journey Julio Iglesias Juntos Justin Bieber Katwel KC and the Sunshine Band Kid Abelha Kiss Kiss KLB Lado Lágrima Lágrimas e Chuva Lambada Lembranças Leona Lewis Lets Hear it for the boy Liberdade Listen to Your Heart Lithium Livin La Vida Loca Livin on a Prayer Livro Lopes Mendes Loucuras Love Love Changes Everything Love is all Around LS Jack Lual Luan Santana Luz Mãe Mágica Mágoa Malandragem Mambucaba Mano Walter Marcelo Augusto Maresia Marina Elali Marquinhos Moura Martinho da Vila Maru Marvin Gaye Matsu MC Kekel MC Kevinho Me Espera Medida Medo Mel Memórias Michele Branch Midnight Oil Miley Cyrus Missão Miúcha Momentos Money for Nothing Mr. Jones Mundo Música My Love N'Sync Na Base do beijo Namorados Não Deixo Não Nasce uma Estrela Natal Natalie Imblugia Natasha Bedingfield Natural Negra Li Netflix Never Ever. Young Jezzy Never Gonna Give You Up Nikita Nirvana Noite Novela O Bebê O Canto da Cidade Objetivo Olhares Olhos Ondas One Last Cry One Love Oportunidade Ovelha Pagode Pai Paisagem Paixão palavras Palpite Paraty Passado Paternidade Patrick Swayze Paz Paz Carnaval Futebol Pela Luz dos Olhos Teus Pensamento Pepê e Neném Perae Período Pesadão Pessoas Phil Collins Pintura Íntima Piscininha Pista Planos Please Don't Go Poesia Pop Praia Praia de Japariz Praia do Bomfim Prazer Preconceito Presença Pressentimento Previsão Príncipe Prisão Probabilidade Professor Prostituição Masculina Pulsar Querer Quize Raiva Reach Rebelde sem Causa Receio Rede Globo Rede Social Reflexão Rei do Show Relacionamento Virtual Revelação Revolta Ricky Martin Rivalidade Robin Zander Rodoviária Novo Rio Romance Roubo Roxette Sabiá Sahi Sangue Saudade Saúde Saúde Pública Scorpions Se Quiser Seal Segredo Sem Você Não Viverei Senna Sentimentos Seriado Série Sertanejo Sexual Healing Shes Like The Wind Significado Simple Minds Sinto Sintonia Skate Smells Like Teen Spirit Só por uma Noite Sofrência Sol Solidão Solidariedade Sonho sonhos Soropositivo Sorriso Sozinho Sucesso Sunset Surfboard Surfe Surfista Solitário Surpresa Suspense Sweet Child O'Mine Take My Breath Away Tânia Mara Tempo Término Terra Texto The 100 The Midnight Thiago Martins This is Promise You Titanic Tom Jobim Torn Traição Trailer Triângulo Amoroso Tribalistas Trindade Tristeza Tudo Turismo no Brasil Two Hearts Ultraje a Rigor Um dia a gente se encontra Unwritten Vai Sacudir Vai Abalar Vanessa Hudgens Vanessa Rangel Velha Infância Vento Ventania Verdade Vida Vila do Abraão Vingança Viradouro Visita Vizinhança Você Você vai Estar na Minha Vontade Vou Festejar Voz Walcyr Carrasco Walk of Life websérie Wet Wet Wet Whadi Gama What a Feeling What is Love Whatsapp Wind of Change You are the One Youtube Zac Efron Zika
BREVE NO SITEPROMOÇÕES!